Dayana Lucas: "CAIR PARA O ALTO", BoCA Bienal
10

.

10

.

2021
Image

No ano em que se celebra o centenário do nascimento de Joseph Beuys (1921-1986), a BoCA cria o projeto “A Defesa da Natureza”, um projeto artístico colaborativo que promove novas criações artísticas no espaço natural.

Com curadoria de Delfim Sardo e Sílvia Gomes, “Quero ver as minhas montanhas” conta com a participação dos artistas Sara Bichão, Diana Policarpo, Dayana Lucas, Gustavo Sumpta, Gustavo Ciríaco, Musa paradisiaca e Berru.

A premissa propõe aos artistas convidados olharem o legado de Beuys, ao mesmo tempo que observam as suas próprias montanhas, ou o seu ‘eu’ interior.

A partir de fundamentações e géneros artísticos diversos, que vão das artes plásticas às artes performativas, cada artista é convocado a conceber uma intervenção inédita a ter lugar junto ao mar, ao rio ou num espaço verde, nutrindo afinidades entre arte e natureza.

São 7 sessões únicas, durante os 7 fins de semana da bienal, distribuídas entre Lisboa, Almada e Faro.


A artista Dayana Lucas desenvolve uma pesquisa prática na área do desenho, como algo vivido com o corpo. “Cair para o Alto” é uma performance de escrita e desenho no espaço. Escreve-se com água o desejo de arder. Desenha-se um corpo em evaporação que fise dirige ao fim para começar outra vez.

Domingo, 10 de outubro, às 17h, na Fábrica da Cerveja em Faro.