Por trás daquela janela

Newsletter

Registe-se para receber atualizações por e-mail sobre os artistas, exposições e notícias da nossa galeria.

Your form was submitted.

Ao submeter estes dados, está a concordar com os Termos e Condições do site.

Lorem ipsum dolor sit amet

Por trás daquela janela
26

.

11

.

2022

|

14

.

01

.

2023

"Corpos que entram e desaparecem. Anónimos e recortados, apelam a outras liturgias. Silenciosos e placidamente vivos. Idênticas significações. Quase as mesmas cenas. Sabendo que a enunciação discursiva das sociedades modernas abandonou a obscuridade do sexo, consagrando-se a falar dele para melhor o circunscrever ao espaço do segredo, o programa artístico que se manifesta nas obras de João Gabriel não atribui qualquer relevo ao acto sexual. As imagens oferecem-nos a relação dinâmica e intensa que a temporalidade do antes e depois instaura — a possibilidade de subtrair os corpos ao estereótipo do centro inviabiliza o aparelho semiótico. Convocando um intermezzo visual produtor da matéria onde o desejo se activa, corpos prováveis aguardam a multiplicação de novos prazeres."

EDUARDA NEVES
Excerto do texto da exposição

FOLHA DE SALA

fechar

anterior

Seguinte

Digital Product by BondHabits